Nossa Senhora Aparecida – 300 anos de fé!

postado em: Espiritualidade, Notícias | 0
Foi no Rio Paraíba, em outubro de 1717, que teve inicio uma história de fé e devoção.

jpii

Após várias tentativas em vão, de pescar alguns peixes, os três pescadores Felipe Pedroso, João Alves e Domingos Garcia já não acreditavam mais que teriam sucesso naquele dia. Até que ao jogar a rede mais uma vez, eles perceberam que pegaram algo, e ao puxar, se depararam com o corpo da imagem de Nossa Senhora da Conceição, que posteriormente se chamaria Nossa Senhora da Conceição Aparecida, pela forma em que ela foi encontrada. Com a surpresa, a rede foi jogada outra vez ao mar, e ao ser puxada novamente, surgiu a cabeça da imagem de Nossa Senhora.

Conta a história, que logo após o corpo da imagem ser reunido com a cabeça e colocada no barco, de imediato os peixes começaram a surgir e se debaterem na sua rede de pesca. A quantidade de peixes foi tamanha, que quase fez o barco virar.

A encarregada em tomar conta da imagem de Nossa Senhora Aparecida foi a esposa de Domingos Garcia, Silvana da Rocha Alves. Foi ela que juntou as duas partes com cera e após isso, criou um altar para Nossa Senhora em agradecimento a abundância de peixes. Todos os sábados, os moradores da comunidade iam até a casa de Silvana para rezar para a Virgem da Conceição Aparecida.

Em 1732, Atanásio Pedroso, filho de Felipe Pedroso, construiu o primeiro oratório aberto ao público. Onze anos depois, a primeira Capela em honra a Mãe Aparecida foi erguida, e em 26 de julho de 1945 a celebração da primeira missa.

Hoje, o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, recebe anualmente 12 milhões de romeiros de todas as partes do Brasil e do Mundo. A Catedral Basílica já recebeu a visita de três papas: São João Paulo II, Bento XVI e Francisco.

Neste dia 12 de outubro de 2017, rendemos graças a Padroeira do Brasil, que há 300 anos, foi encontrada por três humildes pescadores e desde então, intercede por toda uma nação.

“Dai-nos a bênção, oh Mãe querida, Nossa Senhora, Aparecida.”

Viva Nossa Senhora Aparecida!

DSCN3781