Filhos de Maria são beatificados na Espanha

postado em: Notícias | 0

banner-principal_sin-titulo

Sete jovens da Associação dos Filhos de Maria, hoje conhecida como Juventude Mariana Vicentina (JMV), foram beatificados neste sábado (11), em Madrid (Espanha). A celebração também levou aos altares outros 53 membros da Família Vicentina, entre Filhas da Caridade, padres vicentinos e membros da Associação da Medalha Milagrosa.

A beatificação foi presidida pelo Cardeal Angelo Amato, prefeito da Congregação da Causa dos Santos no Vaticano, com a presença de aproximadamente 3 mil pessoas, entre elas cardeais, bispos, membros dos distintos ramos da Família Vicentina e familiares das vítimas do martírio na época da Guerra Civil Espanhola.

O confronto se instalou na Espanha entre os anos 1936 e 1937, resultando uma grande perseguição religiosa contra a Igreja Católica e seus diferentes movimentos, além de inúmeras marcas negativas na história do país. Desde antes do início do combate, o governo proibiu o ensino religioso nas escolas, ordenou o fechamento de locais onde se reuniam grupos católicos, expulsou ordens religiosas e cristãos foram assassinados em função do exercício de sua fé.

“Meu tio era um rapaz jovem, alegre e estava muito interessado pelos problemas sociais daquela época, seguindo o magistério da Igreja e as Encíclicas dos Santos Padres”, comenta Ricardo Gonzálbez Torrerosa, sobrinho-neto do novo beato Enrique Pedro Gonzálbez Andreu, martirizado aos 26 anos em Cartagena e era integrante da Associação dos Filhos de Maria. Durante a beatificação, Torrerosa  carregava com orgulho e devoção o relicário do seu familiar: uma Medalha Milagrosa transpassada por um tiro. “Um dos milicianos disse a ele (Enrique Andreu) que tinha boa pontaria e que ia atravessar a medalha que estava no peito dele, no coração”, recorda. Ele morreu no dia 22 de setembro de 1936.

IMG-20171111-WA0028
Relicário da Medalha Milagrosa perfurada por um tiro

Além de Enrique Pedro Gonzálbez Andreu, os outros seis Filhos de Maria, hoje JMV, beatificados são:

Francisco García Balanza
Francisco Roselló Hernández
Isidro Juan Martínez
José Ardil Lázaro
Modesto Allepuz Vera
Rafael Lluch Garín

“Eles não duvidaram em confessar sua fé no Cristo Ressuscitado que com valentia defenderam os valores evangélicos até perdoar a quem os perseguiam”, disse o padre Tomaž Mavrič, Superior Geral da Família Vicentina e Diretor Geral da JMV.

A festa litúrgica destes novos beatos da Família Vicentina será celebrada no dia 6 de novembro, segundo anuncio do cardeal Angelo Amato.

Por: André Peixoto (Voluntário de Língua Portuguesa do Secretariado Internacional da JMV)